acervo 2013

Sobre o Acervo 2013  na Unila

As maiores manifestações da história recente do Brasil ainda permanecem em suspenso e sob disputa.

Desde 2013, as lutas em torno do que foram as Jornadas de Junho, de quem as compôs, de como se formaram, duraram e declinaram, do seu alcance social e político, dos seus desdobramentos posteriores, continuidades ou descontinuidades, assim como de suas latências, ainda são questões em intenso debate entre cientistas sociais, militantes e trabalhadores do mundo inteiro.

Muitos enfrentamentos estão ainda em aberto, com militantes perseguidos, condenados, presos ou em iminência de serem aprisionados pelas repressões do Estado brasileiro.

Por outro lado, essas manifestações gigantescas tiveram terreno em tempos de maior acesso a tecnologias de registro por parte de mídias alternativas e populares, assim como de midiativismos de diversas orientações políticas e afiliações sociais.

Assim, deram origem a registros audiovisuais variados e multitudinários. Alguns desses, em meio a essa suspensão e disputa, também deram e continuam dando material para a produção de documentários, filmes experimentais, relatos sobrepostos em fotografias, clipes musicais, ficções etc.

Nesse sentido, passados cinco anos de 2013, o Grupo de Pesquisa sobre Trabalho (CNPq) criou o Projeto de Extensão Acervo 2013, visando constituir um acervo público dos registros audiovisuais dessas manifestações e/ou relacionados a elas.

Para tanto, convidamos coletivos, jornais, jornalistas, midiativistas, produtores e diretores em geral a enviarem suas produções audiovisuais para compor o Acervo. Serão aceitos registros diversos dos eventos, assim como produções audiovisuais profissionais ou não decorrentes dos mesmos, como filmes, documentários, reportagens, etc.

Todas as produções recebidas terão tratamento gráfico adequado a fim de resguardar a identidade e a segurança das imagens das pessoas, caso isso não tenha sido feito antes do envio dos arquivos digitais para o Acervo.

O Acervo 2013 será um arquivo audiovisual público resguardado na Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA) e, após catalogação, será disponibilizado gratuitamente para consulta para pesquisadores, produtores, diretores audiovisuais e interessados em geral.

As contribuições devem ser feitas por meio do preenchimento e envio de ficha com os dados do registro ou produção audiovisual para o endereço eletrônico:

gptrabalhoetrabalhadores@gmail.com

Clique aqui para baixar a FICHA DE CONTRIBUIÇÃO